26 de março de 2007

O Sonho


Pelo sonho é que vamos,
Comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não frutos,
Pelo Sonho é que vamos.

Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
Que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
Com a mesma alegria, ao que é do dia-a-dia.

Chegamos? Não chegamos?

-Partimos. Vamos. Somos.

Sebastião da Gama, Pelo Sonho é que Vamos

2 comentários:

Marina Rocha disse...

Eu completaria este poema com o verso de outro:

Pedra Filosofal

(...)
Eles não sabem, nem sonham,

que o sonho comanda a vida,

que sempre que um homem sonha

o mundo pula e avança

como bola colorida

entre as mãos de uma criança.


In Movimento Perpétuo, 1956

"NÓS" disse...

"ELES" são a classe política deste país que deveria ter uma visão mais alargada e um conhecimento da realidade. Eles só conhecem números.Os sonhos não se realizam com números mas sim com pessoas